28 de fevereiro de 2017 ordesc

Os 3 pilares da sustentabilidade e por que este é o assunto mais falado das últimas décadas

Já há alguns anos convivemos de forma bastante intensa com o termo sustentabilidade. Vemos empresas mudando suas estratégias com frequência para alcançarem o desenvolvimento sustentável. Mas afinal, o que é sustentabilidade e por que ela tem tido um papel tão importante na atualidade?

O termo sustentabilidade, isoladamente, pode transmitir a errônea sensação de abranger apenas questões relativas ao meio ambiente. Na realidade, o termo sustentabilidade abrange três pilares principais: social, econômico e ambiental. Vale ressaltar que existem autores que divergem em relação à quantidade (alguns autores defendem a existência de até sete pilares) e quanto à denominação dos mesmos, mas neste artigo discutiremos sobre os três principais pilares..

Para se desenvolver de uma forma sustentável, uma empresa precisa atuar de forma a desenvolver as questões sociais, econômicas e ambientais conjuntamente e de forma harmoniosa.

Que tal conhecer um pouco mais sobre esses três pilares que cercam o termo sustentabilidade?

Social

O aspecto social diz respeito a todo capital humano que está, direta ou indiretamente, relacionado às atividades desenvolvidas por um empresa. Não se trata apenas dos funcionários da empresa: clientes, fornecedores, sociedade, todos fazem parte da questão social do desenvolvimento sustentável.

Para trabalhar com excelência a questão social, é importante criar mecanismos que melhorem a qualidade de vida dos cidadãos, leis de amparo às necessidades da população (como as leis que amparam os trabalhadores) e desenvolvimento de políticas de melhorias em áreas como educação, segurança e lazer.

Além disso, é importante proporcionar um ambiente de estímulo à criação de relações de trabalho legítimas e saudáveis, a fim de favorecer o desenvolvimento pessoal e coletivo de todos os envolvidos.

Ambiental

Havíamos falado sobre a falsa sensação de que sustentabilidade diz respeito somente à questão ambiental. Ela não está sozinha, mas é realmente um desses pilares que amparam o conceito.

O pilar ambiental tem suas raízes nas diversas formas de se buscar a preservação do meio ambiente, dos recursos naturais, e da diminuição dos estragos causados ao meio ambiente ao longo do tempo.

É nesta etapa que as empresas estudam as formas de realizar suas operações causando o menor impacto possível ao meio ambiente. Para auxiliar neste processo, existem diversas leis de amparo e regularórias.

Econômico

O terceiro e último pilar é o econômico, que vai além do seu significado convencional relacionado à dinheiro.

Para que uma empresa seja economicamente sustentável, ela deve ser capaz de produzir, distribuir e oferecer seus produtos e serviços de forma a estabelecer uma relação de competitividade justa no mercado. Além disso, uma empresa não deve crescer às custas de exploração de trabalho ou de exploração irresponsável ou criminosa do meio ambiente.

 

É importante ressaltar que esses três pilares devem sempre caminhar juntos, de forma a se complementarem.  Devemos ter em mente também que a sustentabilidade precisa de planejamento, acompanhamento e avaliação dos resultados, para que assim, os erros sejam detectados e corrigidos. Trata-se de um processo sistêmico e que deve ser sempre valorizado e disseminado em todas as instâncias da sociedade

 

, , ,

ordesc

Organização para o Desenvolvimento Social e Cidadania