5 de abril de 2017 ordesc

A importância do esporte no processo de desenvolvimento da criança do adolescente

É consenso que as pessoas necessitam de atividades físicas para o seu desenvolvimento e melhoria de sua qualidade de vida. O esporte, não só ajuda o nosso corpo, mas também a nossa mente. Nos ajuda a desenvolver o autoconhecimento, a criar habilidades de controle e coordenação, equilíbrio e harmonia, força e agilidade, e, acima de tudo, nos ajuda a conhecer nossas limitações.Se isso é importante para um adulto, imagina para uma criança ou adolescente.

Tanto as atividades físicas individuais quanto as coletivas devem ser estimuladas durante toda a vida, mas com um papel de destaque na vida dos jovens. Competitividade, empatia e a lição de saber ganhar e perder são coisas imprescindíveis no desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Além disso, as crianças devem ser estimuladas para se movimentarem! Essa fase da vida é decisiva quanto aos gostos futuros. Por este motivo, é interessante estimular desde cedo o gosto pela prática de esportes e por um estilo de vida mais saudável.

Papel da Escola e dos Pais

Nessa discussão, é fato que as escolas são responsáveis por grande parte deste processo. É importante que a disciplina “Educação Física” seja valorizada e que tanto os pais e professores, quanto os alunos, conheçam seus benefícios. Alguns deles são:

  • Conhecimento do próprio corpo e de seus limites;
  • Auxílio no desenvolvimento da inteligência e do processo cognitivo;
  • Estímulo das relações interpessoais;
  • Estímulo ao gosto por uma vida saudável;
  • Desenvolvimento de atitudes e valores positivos, como empatia e o “saber perder”;
  • Ajuda no desenvolvimento da autonomia;
  • Elevação da autoestima e da sensação de capacidade.

O papel dos pais nessa formação também é de grande importância. Cabe aos pais contribuírem com este processo, praticando atividades físicas juntos com seus filhos e dando bons exemplos. Algumas sugestões de como os pais podem interagir com seus filhos, ajudando-os e estimulando-os: (i) dance, pule corda, jogue bola, mas sempre respeitando os limites da criança; (ii) trate a prática de esportes, para crianças, de uma forma lúdica, para que seja uma diversão e não uma obrigação;

As atividades físicas, como expressão do lazer e do esporte, devem envolver o próprio viver, especialmente às crianças e aos adolescentes, pois contribuem na formação e expressão de vida.

 

, ,

ordesc

Organização para o Desenvolvimento Social e Cidadania